CIDADANIA ACTIVA

Mulheres e raparigas unidas pela igualidade de oportunidades.

Direitos Humanos

Promover a igualidade de gênero e os direitos humanos das mulheres e raparigas.

Participação Política

Promover o acesso à  participação das mulheres e raparigas nos espaços, mecanismos e processos de tomada de decisão.

Empoderamento Económico

Impulsionar a autonomia financeira das mulheres e raparigas com base no acesso e controlo de recurso.

CONSTRUIR UMA CIDADANIA ACTIVA NAS MULHERES
Construir uma cidadania activa nas mulheres como forma de garantir o seu acesso a recursos e ao espaço público, no âmbito da governação.

Este programa foi implementado no ano de 2018, na cidade de Nampula, província com o mesmo nome, e no distrito autárquico de Nampula, nos postos administrativos municipais de Muatala e Napipine e posto administrativo distrital de Anchilo, em parceria com a Fundação MASC.

Defendemos a igualdade das mulheres em relação aos homens, o direito a decidir sobre a sua própria vida, a dispor de independência financeira através do trabalho, a ter uma participação política.

DSCN0702

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Programa de aconselhamento, apoio as mulheres sobreviventes de violência baseada no genero, desde a violência física, psicológica e até material. Apoio a rapariga no acesso a educação na perspectiva de igualidade de género.

A RAPARIGA FORMADA, AUMENTA AS OPORTUNIDADES ECONÓMICAS DE EMPREGO.

Mulheres Sobreviventes

Orientar às mulheres e raparigas sobreviventes da violência sobre seus direitos, trabalho em grupos para que elas possam socializar suas experiências e resgatar a sua auto-estima.

Saúde Reprodutiva

Aconselhar e informar as mulheres e raparigas sobre os direitos à saúde sexual e reprodutiva a fim de que possam adquirir comportamentos sexuais responsáveis, tanto do ponto de vista pessoal, como social.

Educação da Rapariga

Promover a educação da rapariga, respeito pelos valores morais, culturais e da família, dentro do princípio da igualdade do género como instrumentos fundamentais para prevenir e combater a violência de género.

ACTIVISMO SOCIAL

Programa que visa organizar e realizar campanhas de prevenção e combate a todas as formas de violência contra as mulheres e raparigas e pelo direito de viver livre da violência

16 dias de activismo

Campanha de 16 dias de activismo perspectivando que mais mulheres e raparigas desfrutem de seu direito de viver livre de todas as formas de violência baseada em gênero.

CHEGA!

A Campanha “CHEGA” visa que até 2022, mulheres e raparigas gozam do direito de viver livres da violência sexual porque a norma social negativa  foi substituída por normas positivas.

Campanhas Digitais

Cartazes com mensagens de sensibilização para a não prática de todo o tipo de violência contra mulheres e raparigas partilhados nas plataformas digitais como o Whatsapp, Facebook, Instagram e Website.